domingo, 3 de maio de 2015

Doces Lembranças




De ti, guardo as mais doces lembranças
E o sabor dos seus ardentes beijos...
No instante que se desfez nossa aliança,
Senti no peito o mais forte dos arquejos.

Meu coração vive em perene sangria,
Sofre calado, de ti separado, sufocando
Meu viver; sem teus carinhos minha alegria
Transformou-se num triste penar, amargando

A saudade das noites de amor aquecida
Em teus braços com pleno assentimento.
Hoje no meu ninho, há espinhos e feridas.
Escrevo esses versos como um linimento

Para meu coração que ainda sofre a dor
Do afrouxamento dos laços que nos unia.
Ah! Quanto amor prometido com furor
Mas, pensando bem, tu apenas fingias.


dinapoetisadapaz




Mensagem de Chico Xavier



Imagem do Google


Primavera à vista


Esse blog nasceu em 04 de maio de 2015.


















Ventania dentro do peito
varrendo velhas emoções
Primavera à vista!

Assim como as plantas
No inverno, anseiam setembro
O coração também fica ansioso

Quer flores em seu jardim
Para atrair seu beija-flor
E alimentar-se do néctar do amor



dinapoetisadapaz