Seguidores

sábado, 16 de janeiro de 2016

Um Sigiloso "Não à Violência"


Se bebo na taça da contenção
uma ofensa declarada
em duras palavras,
não revido jamais!

Sou do bem e da Paz,
nessa hora silencio,
firo profundamente
uma língua desenfreada.

Um gesto de amor,
uma dose de perdão,
e um agressor cabisbaixo.
Um sigiloso "Não à Violência"


dinapoetisadapaz