Seguidores

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Minha Paixão- Conto em Ecosys




REGRAS para escrever um ECOSYS


O QUE É ECOSYS?

ECOSYS é um ESTILO de escrever criado por:
Suely Sabino Reis (Simplesmente Sys)
No recanto das letras dia 24 de fevereiro de 2013.

Respondendo as dúvidas.

Eu gosto de escrever repetindo palavras como se fosse um eco.
Então estou dando o nome para "categoria" de ECOS + SYS = ECOSYS .
Se gostarem podem seguir criando ECOSYS.
ECOSYS é gostoso de escrever e exercita a mente.

Regras do ECOSYS

1-No máximo quatro versos. (linhas)
2-A ultima palavra com ou sem rima começa o próximo verso.
3-Toda estrofe tem que ter um sentido único (tema).
4-Termina com a palavra que INICIOU OU TERMINOU o primeiro verso (linha).
5-Não ultrapassar mais que 10 silabas cada verso (linha). Silabas gramaticais.
6-Somente uma ESTROFE
7-Tem título


ESTRUTURA DO ECOSYS

TITULO

1º verso - A xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx B (10 silabas maximo...pode ser menos )
2º verso - B xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx C (10 silabas maximo...pode ser menos )
3  verso - C xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx D (10 silabas maximo...pode ser menos )
4º verso - D xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx A ou B (10 silabas maximo...pode ser menos  )





OBJETIVO DE UM ECOSYS:

Passar uma mensagem lógica utilizando o mínimo de palavras. ( por isso contamos 10 silabas) Podem contar as silabas poéticas (Métricas) ou não.
Podem repetir palavras o quanto desejarem...se não perder o sentido.

 


Onde publicar seu ECOSYS?


Na categoria EXPERIMENTAL escolha ECOSY.


Exemplos de ECOSYS


 
ECOSYS-Lençóis

By Sys

1ª versão


Lençóis de água correm do leito,
Leito azul do rio que corre,
Corre e vem lavar meus lençóis,
Lençóis suados do meu leito.


2ª versão

Leitos de águas lençóis estendem,
Estendem o azul do rio,
Rio que corre e lava,
Lava os lençóis do meu leito.

 

Qualquer dúvida entre em contato: syspoetisa@yahoo.com.br

ATENÇÃO!

Ecosys tem novas opções:
01- Ecosys acrósticos:
Criado em 11-06-2013

Regras:

1º- Título
2º- Seguir regras do ecosys :
1-Repetindo as palavras para começar o verso seguinte
2_Não ultrapassar 10 silabas.
3-Terminar com a primeira ou ultima palavra que começou.

3º-As iniciais ficaram na diagonal respeitando o lugar delas no título.

Primeira letra do título começa.
Segunda letra será a segunda da palavra seguinte
Terceira letra será a terceira da palavra seguinte...e assim segue.



 
ESTRUTURA DE ECOSYSACRÓSTICO
Estimando que a palavra tem 06 letras.

1 2 3 4 5 6
_ _ _ _ _ _
A B C D E F


( Título com 06 letras)

1= A
2= B
3= C
4= D
5= E
6= F


Axxxxxxxx
xBxxxxxxx
xxCxxxxxx
xxxDxxxxx
xxxxExxxx
xxxxxFxxx

 

Exemplo:

VIDA

Verdade vivida,
Vivida induz,
Induz palavras,
palavras de verdade.




 

1
Eu tinha uma paixão
Paixão proibida
Proibida, incontrolável
Incontrolável loucura
2
Loucura para amar
Amar aquele homem
Homem sem coração
Coração fechado
3
Fechado para o amor
Amor que eu desejava
Desejava ser notada
Notada nunca fui
4
Fui me achegando
Achegando sem alarde
Alarde não convém
Convém a sutileza
5
Sutileza que invadiu
Invadiu o frio coração
Coração pulsou forte
Forte e aquecido
6
Aquecido, esqueceu
Esqueceu a timidez
Timidez que impedia
Impedia de me amar
7

Amar requer coragem
Coragem de declarar
Declarar sem temor
Temor impede o coração
8
Coração que quer amar
Amar e ser sincero
Sincero e sem medida
Medida não cabe no amor
9
Amor assim é viável
Viável por ser natural
Natural foi conseguir
Conseguir sem oprimir
10
Oprimir não faz sentido
Sentido faz  a ternura
Ternura ganho do meu amor
Amor que me faz feliz
11
Feliz, muito feliz
Feliz pela vitória
Vitória que agradeço
Agradeço e prometo
 12
Prometo me doar
Doar sem cobrança
Cobrança gera desgaste
Desgaste do amor e paixão.
 dinapoetisadapaz

Conto em Ecosys é criação da poetisa Sys


sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Brincando com a Chica 01/2017


Vamos brincar com a chica nº 01/ 2017 ? 

https://sementesdiarias.blogspot.com.br

 

Com imensa satisfação participo da brincadeira : 01/2017

Minha frase da semana:

Entusiasmo, mola propulsora que estimula os fracos.

 

 

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Questionamento



Ando sonolenta e não é meu normal. A distância de tantas coisas e algumas pessoas parece invadir minh’ alma, mas eu reluto para não me entregar ao estado ocioso.

Gosto de acordar cedinho, me abastecer do silêncio do amanhecer, contemplar a aurora abraçando o sol, e a claridade como uma vitrine transparente irradiando a luz tão necessária para reavivar meus ânimos.
 
Tomo um café fumegante, imagino encontrar algo interessante no jornal... nada de novo, causa-me asco ler sobre violência e política, na TV, a repetição de todos os fatos.


A mídia está pobre de temas que prenda alguém diante da telinha, quanta falta de imaginação! Quantas poesias estão amarelando em prateleiras empoeiradas e que poderiam estar numa roda de leitura ali na TV, levando um conhecimento a mais a quem nunca teve a oportunidade de ler ou ouvir um poema declamado, ou, levando inspiração a um poeta transpirado.
O horripilante está no auge, aquilo que é salutar aos nossos olhos, ao coração e ao bem-estar em geral, há muito virou démodé. E enquanto nada de melhor acontece, vou passear no meu jardim onde há joaninhas e borboletas desenhando poesia colorida no ar, assim preencho o meu dia com algo útil.
dinapoetisadapaz


AGORA, NÃO DEPOIS

Bom dia amigos (as) blogueiras) compartilho a linda mensagem.


Nem cedo, nem tarde.
O presente é hoje.
O passado está no arquivo.
O futuro é uma indagação.
Faze hoje mesmo o bem a que te determinaste.
Se tens alguma dádiva a fazer, entrega isso agora.
Se desejas apagar um erro que cometeste, consciente ou inconscientemente, procura sanar essa falha sem delongas.
Caso te sintas na obrigação de escrever uma carta, não relegues semelhante dever ao esquecimento.
Na hipótese de idealizares algum trabalho de utilidade geral, não retardes o teu esforço para trazê-lo à realização.
Se alguém te ofendeu, desculpa e esquece, para que não sigas adiante carregando sombras no coração.
Auxilia aos outros, enquanto os dias te favorecem.
Faze o bem agora, pois, na maioria dos casos, “depois” significa “fora de tempo”, ou tarde demais.

 (Obra: Hora Certa - Chico Xavier/Emmanuel)