Seguidores

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Haikais



I
Rio serpeando,
tamanha semelhança
com ganância

II
Arrasta tudo
que está na frente
sem piedade
III
Rio quer espaço
Ganancioso quer“ter”,
o seu e o meu.

dinapoetisadapaz

Tarde Inquietante

Minha primeira participação em Antologia, rendeu -me este presente!

Texto premiado - 1º lugar no Concurso de Poesia
Mãos que Falam- Salvador 2009

sábado, 18 de novembro de 2017

& Vamos brincar com a chica nº 43 ? &


& Vamos brincar com a chica nº 43 ? &

Semana inteira dodói
A coluna reclamando
O sábado se aproximando
Eu com Deus conversando...
...pedindo cura para o dodói

Finalmente cá estou
Mesmo um pouco indisposta
Meu Deus me ajudou
E aqui dou minha resposta

Obrigada Senhor
Minha dor quase sumiu
Bom é ter o vosso amor
Minha fé lfortemente fluiu

A palavra da semana è:


1- Palavras agradáveis cativam e nos fazem bem 


2-Pessoas agradáveis conquistam amigos com  mais facilidade



3-Perfumes fortes são desagradáveis ao olfato alheio


4- Não ressuscite momentos desagradáveis, enterre-os para sempre


dinapoetisadapaz

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Amor para Sempre!



Eras tão bela e elegante
Minha doce e sensível amante
Do teu vigor eu desfrutei
Da tua beleza me orgulhei

Que diga o mesmo sobre mim
também vítima  do tempo , enfim;
Beleza e viço, murcham como rosa
Sofre do tempo, a ação dolorosa

Mas o amor verdadeiro não,
não murcha, conserva a veneração
pelo sentimento puro, embora fragilizados
Jamais nos sentimos distanciados

Eu lhe amparo, você agradece
Especial cuidado bem mereces
Carinho é coisa atemporal
Nosso amor é visceral


quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Assim nos despedimos


Nevou forte na minha febre,
Febre que me deixava ardente.
Percebi, que nada mais em ti,
Já não me embevecia como antes.

Senti uma distância enorme
Embotando minhas eloquências.
Tornei-me sisuda, inacessível.
Estranhei-me!
Como pude mudar tão de repente!

Um sentir repressor
Como que a condenar
Nossa relação...
O tédio fez-se presente
Por toda aquela noite.

Nada questionei,
Apenas sabotei
Minha acessibilidade.

Eis que amanheceu...
Não lhe abracei,
Não lhe dei o beijo habitual,
Não fiz amor contigo.
Era perceptível a mudança!

Em minha frente,
Vi um estranho,
Apressada e anciosa
Olhei friamente
E lhe disse: acabou...!

As palavras perderam-se no vento!
Vento de amor caído por terra.
Assim nos despedimos...!
Sem mais uma palavra.
dinapoetisadapaz

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Sentimentos antigos


Sentimentos antigos bloqueiam o coração
Uns enraízam com firmeza e insistem
Em se conflitarem com a insistente razão.

Amantes ávidos e teimosos não desistem,
Anseiam sempre por uma nova emoção.
O amor ignora as feridas, fustiga e persiste

Ser feliz é aproveitar o presente momento

Arrancar velhas mágoas, plantar novos sentimentos

dinapoetisadapaz


quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Do Momento


O momento por ser especial
foi distinto, impregnado
de sentires sem lamentos.
Uma avalanche de emoções
desagou naquele leito.

Momento...
Literalmente degustado,
e talvez por ser irrepetível,
foi diferente de qualquer
outro momento.

PS: em uma situação real!

dinapoetisadapaz