Seguidores

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Povo Gitano - Experimental Enlaces Disticus



É sob a luz do luar e estrelas vigilantes
Que adormece em seu leito ambulante
Os ciganos andarilhos. Acordam ao despontar
Da aurora, prontos para um novo aventurar.
Seguem a incerta jornada de desbravar
Paragens e aportar em qualquer aldeia.
Assim é o povo Gitano, guerreiro, pouco aceito.
E vítima do famigerado preconceito.
Ignora os efeitos do desconforto nômade,
E no vaguear diário desfruta de plena liberdade.

Não temem obstáculos, são sempre persistentes.
Sua maior riqueza é a liberdade e o momento presente.



dinapoetisadapaz

Experimental criado pela poetisa Aila Brito

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões , sua crítica, desde que não ofensiva me servirá de aprendizado e contribuição para melhora do meu trabalho poético.

Sua visita será retribuída com carinho.
Que Deus abençoe seu dia, sua tarde, sua noite!

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!