Seguidores

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Se eu fosse o tempo



Se eu fosse o tempo,
pediria permissão ao criador
para reconfigurar o amor.

o instinto masculino,
não haveria de ser o mesmo,
o homem seria monógamo,
e dormir sempre ao lado da mesma mulher,
jamais seria sacrificante.
A mudança do comportamento feminino seria automática!

Se eu fosse o tempo,
bafejava aos ouvidos dos amantes,
sobre a inovação no amor,
e da rotina que congela a relação.

E aquele clima de casal tipo irmão
 seria completamente extinto,
 a chama do amor
 manteria-se sempre  aquecida.

É tudo que o amor precisa... Tempo!
Tempo para amar intensamente
sem cobranças, sem preconceitos...

 Dizem que o ciúme é o tempero do amor,
Discordo, é o sal que fere a língua,
É o ácido que azeda o coração.

Ciúmes? Nem pensar!

Sensatez sim!

dinapoetisdapaz

6 comentários:

  1. Bonito Diná, penso como voce.
    Amar é amar intensamente no tempo.
    Lindo fim de semana amiga.
    Abraços com carinho.
    Bjs de paz.

    ResponderExcluir
  2. Muito linda e com uma bela conclusão ao final! Beleza! Lindo domingo! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Belíssimo ,um tempo que deixa tantas marcas no nosso coração e que tanto teima em passar incessantemente ,muitos beijinhos

    ResponderExcluir
  4. O tempo sempre configura o amor, por isso sempre lhe podemos apelar, para que sempre aplane os caminhos por onde ele há-de passar.

    ResponderExcluir
  5. O amor deve intenso, compartilhado e a chama da paixão nunca pode se apagar.
    Concordo com a sua pertinente conclusão. Ciúme azeda e corrói o amor
    Belíssimo poema cara amiga
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Tempo para amar intensamente. Lindo poema, Diná!

    ResponderExcluir



Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões , sua crítica, desde que não ofensiva me servirá de aprendizado e contribuição para melhora do meu trabalho poético.

Sua visita será retribuída com carinho.
Que Deus abençoe seu dia, sua tarde, sua noite!

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!