Seguidores

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Eliana Zagui, Artista na Arte e na Vida

Veja que exemplo e força de vontade!!

Eliana Zagui faz arte com sua “limitação”
Com a boca ela escreve a sua história
Da poliomielite tornou-se portadora
Enfermidade nos dias atuais erradicada*

Desde a mais tenra infância vive no hospital
No quarto de uma UTI cresceu e se desenvolveu
Abaixo do pescoço não possui nenhum movimento
Tornou-se adolescente e mulher adulta nesse lugar

Com os lábios também pinta e dá asas a imaginação
Com o livro “Pulmão de Aço” é revelada sua biografia
Um mundo fora do convencional de uma vencedora

Mesmo na luta a felicidade para Eliana é algo natural
O talento é uma fuga do que o leito hospitalar ofereceu
Achar que temos problemas muitas vezes é um atrevimento

Frases de Eliana Zagui:
“Por mais que a vida seja difícil,ela não é impossível de viver,desde que você tenha fé em Deus.”
“Eu gosto muito de paisagem na minha arte,e uma forma d” eu fuigr daqui (hospital). Um dia eu quero sair daqui,se Deus quiser,estamos lutando para isto”.

·         Eliana é pintora,escritora e sonha em seformar em psicologia
·         Ela também tem como companheiro de leito desde a década de 70 o amigo Paulo Henrique Machado,que também sofreu de paralisia infantil e também tem uma belíssima história de vida.

·         Paulo é especilaista em artes gráficas e estuda cinema,tem objetivo de fazer uma animação sobre deficientes físicos...

·         A história de Eliana Zagui no Hospital das Clínicas desde sua mais tenra infância virou uma obra literária com o título “Pulmão de Aço, Uma Vida no Maior Hospital do Brasil” da jornalista e escritora Ana Landi

·         A jornalista Neide Duarte está fazendo um documentário sobre Eliana e Paulo

·         A poliomiliete foi parcialmente erradicada em 1989, am alguns países da América Central o vírus ainda existe. Com o risco de contagio entre os países, o vírus pode ser trazido de pessoas que vem desses países,daí a necessidade das campanhas de vacinação em massa.

·         Na foto acima Eliana na década de 70 aos  3 anos de idade quando chegou ao hospital e ao lado uma foto atual.

  Autor: Fábio Brandão Caldeira

domingo, 11 de dezembro de 2016


Leve- me!!


Como vou adornar minha Arvore de Natal


Participação na VII interação fraterna do blog "Espeiritual-Idade" da iluminada amiga Rosélia.

O preparo para minha árvore de Natal
são palavras que falam sobre o nascimento
de Jesus no pobre estábulo, tendo como
berço uma humilde manjedoura
esta que simboliza toda sua humildade.
                       



Que ...


Seu coração pulse por amor
nesse Natal, e por todo o sempre.
Façamos de todos os dias, um dia Natalino.
Tentar essa prática exige apenas amor.
Não deixemos que o mercantilismo
esmague a tradição da fraternidade,
nem que a vaidade humana
inflame o nosso ser.
Sigamos então a verdade do Pai,
que sacrificado morreu para nos salvar.
Amar os nossos irmãos,
É um dos ensinamentos do Pai!
Vamos imitá-lo.
dinapoetisadapaz

sábado, 10 de dezembro de 2016

Natal de Jesus


Amor Àgape (Decanato Poético)



Senhor, cada benção que recebo
Meu coração transborda de amor por ti,

E mais e mais, abre-se como flor
Para te acolher em meu seio.

Que eu tenha sempre Humildade
E jamais perca o senso de Bondade

É esse amor ágape que me faz suportar
As adversidades sem nada reclamar.

Obrigada meu Deus e meu Pai Maior,
Por me fazer um ser de coração amoroso.
Autoria:  dinapoetisadapaz

Estilo poético criado pela poetisa Norma Silveira

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Belém em festa


Nasceu o Jesus menino,
Na humilde manjedoura
José e Maria o colocaram



Jesus dormia  em seu berço
e sua luz espargia
num clima divino de Paz


Para anunciar a Humanidade
anjos tocavam trombetas
enquanto sinos repicavam,


Outra vez Natal



Outra vez Natal

Outra vez Natal...!
O mundo clama por Paz
Paz, que não seja fugaz
Fugaz não tem efeito

Efeito tem nossas ações
Ações que nos faz dignos
Dignos de ser amados
Amados por nossos irmãos

Irmãos carnais e fraternos
Fraternos e carentes
Carentes e desprovidos
Desprovidos de afeto

Afeto podemos ofertar
Nesse Natal e todo dia
Dia de Paz e partilha
Partilha não tem hora

Hora de louvar
Louvar o Deus menino
Menino que nasceu
Nasceu para nos salvar.

Salvar e nos ensinar
Ensinar a ser humilde
Humilde para com todos
Todos tenham, FELIZ NATAL...!
dinapoetisadapaz