Seguidores

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Borboleteando


Graciosas e habilidosas borboletas,
Frágeis, deixam seus casulos,
renascidas para o tempo
de polinizar, bailam,
rebordam as flores e o meu olhar,
que se alegra ante a beleza
das asas multicores
tatuadas pela mãe natureza.

Ínfimos seres,
brancas transmitem paz,
amarela, uma fatia de aquarela
azuis, lembram o manto de Maria,
pretas, que luxo!
verdes, um novelo de esperança
desenrola-se no ar.