Seguidores

sábado, 21 de abril de 2018

Não mudarei para agradar


Quisera ser compreendida...
Me avaliam de forma depreciada
só porque não tenho vértices...?

Mas, a minh ‘ alma tem lacunas
espaçosas, e minhas ações
são grandiosas...
são o espelho onde
todos podem vê-la.
Não preciso mudar para agradar...
muito menos, fugir da minha linha de pensamento.

Preciso apenas respeitar o seu ponto de vista ,
não com depreciação...mas sim, com humildade
e discernimento
O ser humano quando valoriza em excesso a vaidade
acaba ignorando os valores básicos,
buscando a superficialidade, o status,etc...
onde anda a personalidade?

A minha é imutável... e a sua?

Diná Fernandes

quinta-feira, 19 de abril de 2018

O sorriso de uma estrel


Aquela estrela cadente que voava,
antes que fosse apagada
jogava sorrisos coloridos no ar.

A lua prateada
que beijava os mares,
vestiu-se de nuvens
só para não ver aquele sorriso
apagado em águas abissais.

Ah! como eu queria
ter o senso da
cumplicidade da Lua,
e o sorriso colorido
de uma estrela.

Diná Fernandes

Bom dia!






terça-feira, 17 de abril de 2018

Ouvi o tédio chorar


Dias negros vivi amargando triste escuridão
Eu imaginava lá fora um belo dia ensolarado
Aqui dentro do meu coração, alegria havia não
Malvada tristeza mantinha-me desconsolado...!

Meu jardim já não produzia mais flores
Meu olhar desbotou, tudo era sem graça
Quando me dei conta dos dias de horrores
Garimpei um novo contexto, rasguei a couraça...!

Quase carcomida, num canto qualquer
À duras penas consegui a tristeza expulsar
Rebelei-me contra o triste retroceder
Fechei as cortinas do sim, ouvi o tédio chorar...

O que era fosco em brilho foi transformado
Pude vislumbrar novas cores, voltei a sorrir
Senti uma força superior, do chão fui içado
Para o vão da liberdade, feliz eu pude ir...!

Diná Fernandes